O labirinto psicológico de "Por trás dos seus olhos" Por Vanessa França
Uma série que deixa saudades até hoje do seu jeito leve de lidar com assuntos difíceis Por Lulu Ribeiro
Com a série chegando ao fim, podemos ver que a sala dos roteiristas é escura e cheia de horrores Por Pedro Soler e Lulu Ribeiro
Novo romance "O Sol Também É Uma Estrela" também aborda problemas atuais Por Estefania Goto
Realidade e fantasia se colidem para contar a história de um dos mais celebrados autores de todos os tempos Por Lulu Ribeiro

“Dia Dos Namorados Macabro em 3D”, uma experiência divertida e assustadora

“Dia dos Namorados Macabro” (My Bloody Valentine, EUA, 2009), que entra em cartaz na próxima sexta-feira, 13 de março, chega aos cinemas na versão convencional e em versão 3D, o que causa ainda mais sustos, imagine picaretas voando para fora da tela, explosões atingindo a platéia e é claro muito sangue atingindo o expectador, essa será a sensação de quem assist-lo em terceira dimensão.

O filme narra o terrível massacre que aconteceu dentro de uma mina em uma pacata cidade americana resultando na morte de 22 pessoas no dia dos namorados (Valentine’s Day que nos Estados Unidos acontece no dia 14 de fevereiro). Após 10 anos Tom Hanninger (Jensen Ackless, do seriado “Supernatural“), um dos sobreviventes desse massacre, retorna à pequena cidade com a intenção de vender a mina. Ele esperava uma boa recepção dos moradores locais, porém o massacre começa a acontecer de novo, tornando-o o principal suspeito do ocorrido.

"Dia dos Namorados Macabro" é a refilmagem de outro filme de mesmo nome lançado em 1981, porém 28 anos depois do original, podemos esperar muito mais sangue, mortes e muitos gritos, a história prende a atenção ao longo de seus aproximados 100 minutos, resultando em um final surpreendente e inesperado.

Por isso, não há nada mais romântico do que assistir a um filme de terror em 3D na próxima sexta-feira 13, com certeza será uma experiência divertida e assustadora.

Trailer do filme:



Texto: Paulo Costa
Vídeos e Imagens: Divulgação / PlayArte

Comentários