"Brüno"

Novo filme de Sacha Baron Cohen de tão ruim chega a ser divertido
Depois de chocar o mundo ao interpretar um repórter do Cazaquistão no filme "Borat - O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América" (Borat: Cultural Learnings of America for Make Benefit Glorious Nation of Kazakhstan, EUA, 2006) volta a interpretar um jornalista, porém desta vez, um jornalista gay.

Em "Brüno" (Bruno: Delicious Journeys Through America for the Purpose of Making Heterosexual Males Visibly Uncomfortable in the Presence of a Gay Foreigner in a Mesh T-Shirt) que estreia no país no dia 31 de Julho, Cohem interpreta um repórter gay austríaco, que depois de perder seu programa de moda, estilo talk show, resolve ir para Los Angeles tentar ser famoso.

O filme tem causado polémica em todos os países que tem sido exibido, sendo até mesmo censurado e proibido de ser reproduzido em alguns, como aconteceu recentemente na Ucrânia, onde o filme foi considerado como "imoral".

De acordo com informações do The Hollywood Reporter, o Ministério da Cultura do país disse que o longa será vetado em função das cenas que mostram órgãos sexuais, relações homossexuais e linguagem obscena. Vale lembrar que "Borat", foi banido no Cazaquistão e na Rússia.

Porém aqui o filme promete causar muito alvoroço, pois de tão ruim, o filme chega a ser divertido e muito engraçado, onde se torna impossível assisti-lo e não dar uma risada.


Trailer do filme


Imagens: Divulgação/Sonny Pictures
Texto: Paulo Costa

Comentários