"Halloween - O Início"

Michael Myers está de volta, e melhor do que nunca
Todo este tempo de espera (quase 2 anos) valeu a pena, "Halloween - O Início" (Halloween, EUA, 2007), que estréia nesta sexta-feira, 24, promete agradar aos fãs da série e melhor ainda, apresentar Michael Myers as futuras gerações.

Sob a visão de Rob Zombie que também assina o roteiro, o filme começa nos motrando Michael Myers aos 10 anos, um garoto problemático, excluído por todos. Sua mãe é uma stripper no clube local e vive brigando com o namorado. Para descontar sua raiva do mundo, Michael tem o hábito de maltratar animais, até que um dia o diretor da escola descobre e informa à sua mãe que o garoto possuem tendências psicopatas. Numa noite de Halloween, fantasiado com uma de suas máscaras preferidas, ele perde totalmente o controle, assassina todos na casa, exceto sua irmão que ainda era um bebê e sua mãe que estava trabalhando naquela noite, e vai parar num reformatório para crianças e começa a ter a ajuda de um psicólogo. Depois de ficar recluso por 15 anos, Michael perde totalmente a fala, talvez pelo suicidio de sua mãe, o psicólogo o abandona. Na noite de sua transferencia para outro centro de tratamente ele assassina brutalmente os policias que o escoltava e foge da instituição mental retornando à sua cidade em busca de vingança e de sua irmã, único parente "ainda" vivo.

O filme vale muito pelo enredo muito bem encaixado, explicando os fatos sem deixar nada para trás, as boas cenas de suspense e sustos e Michael Myers de volta, e melhor do que nunca.

O papel brilhantemente interpretado por Jamie Lee Curtis ná série original, foi dado a uma desconhecida, e esta desconhecida chamada Scout Taylor-Campton honrou seu papel e interpretou com maestria a irmã de Michael, que consegue a cada cena, a cada grito, a cada lágrima derramada convencer o expectador com uma atuação excelente.

Não podemos desmerecer também a ótima atuação de Malcolm McDowell como o psicólogo de Michael, Sheri Moon Zombie como a mãe de Michael e do desconhecido Daeg Faerch, um garoto excepcional que interpretou Michael aos 10 anos de forma brilhante ao nos mostrar todo o ínicio de sua loucura e a direção de Rob que praticamente sem recursos e investimentos trouxe de volta Michael Myers.

O único ponto ruim é que o filme termina do nada deixando uma dúvida no ar que com certeza será exclarecida em sua continuação prevista ainda para este ano.

"Halloween - O Início" vai assustar e divertir, além de trazer de volta um dos melhores (opinião particular) serial killers do passado.

Trailer do filme:


Imagens: Divulgação / PlayArte
Texto: Paulo Costa

Comentários

  1. Não sou muito "chegada" no gênero, mas quero assistir. Adorei a crítica! bjuss

    ResponderExcluir

Postar um comentário