O labirinto psicológico de "Por trás dos seus olhos" Por Vanessa França
Uma série que deixa saudades até hoje do seu jeito leve de lidar com assuntos difíceis Por Lulu Ribeiro
Com a série chegando ao fim, podemos ver que a sala dos roteiristas é escura e cheia de horrores Por Pedro Soler e Lulu Ribeiro
Novo romance "O Sol Também É Uma Estrela" também aborda problemas atuais Por Estefania Goto
Realidade e fantasia se colidem para contar a história de um dos mais celebrados autores de todos os tempos Por Lulu Ribeiro

"Halloween - O Início"

Michael Myers está de volta, e melhor do que nunca
Todo este tempo de espera (quase 2 anos) valeu a pena, "Halloween - O Início" (Halloween, EUA, 2007), que estréia nesta sexta-feira, 24, promete agradar aos fãs da série e melhor ainda, apresentar Michael Myers as futuras gerações.

Sob a visão de Rob Zombie que também assina o roteiro, o filme começa nos motrando Michael Myers aos 10 anos, um garoto problemático, excluído por todos. Sua mãe é uma stripper no clube local e vive brigando com o namorado. Para descontar sua raiva do mundo, Michael tem o hábito de maltratar animais, até que um dia o diretor da escola descobre e informa à sua mãe que o garoto possuem tendências psicopatas. Numa noite de Halloween, fantasiado com uma de suas máscaras preferidas, ele perde totalmente o controle, assassina todos na casa, exceto sua irmão que ainda era um bebê e sua mãe que estava trabalhando naquela noite, e vai parar num reformatório para crianças e começa a ter a ajuda de um psicólogo. Depois de ficar recluso por 15 anos, Michael perde totalmente a fala, talvez pelo suicidio de sua mãe, o psicólogo o abandona. Na noite de sua transferencia para outro centro de tratamente ele assassina brutalmente os policias que o escoltava e foge da instituição mental retornando à sua cidade em busca de vingança e de sua irmã, único parente "ainda" vivo.

O filme vale muito pelo enredo muito bem encaixado, explicando os fatos sem deixar nada para trás, as boas cenas de suspense e sustos e Michael Myers de volta, e melhor do que nunca.

O papel brilhantemente interpretado por Jamie Lee Curtis ná série original, foi dado a uma desconhecida, e esta desconhecida chamada Scout Taylor-Campton honrou seu papel e interpretou com maestria a irmã de Michael, que consegue a cada cena, a cada grito, a cada lágrima derramada convencer o expectador com uma atuação excelente.

Não podemos desmerecer também a ótima atuação de Malcolm McDowell como o psicólogo de Michael, Sheri Moon Zombie como a mãe de Michael e do desconhecido Daeg Faerch, um garoto excepcional que interpretou Michael aos 10 anos de forma brilhante ao nos mostrar todo o ínicio de sua loucura e a direção de Rob que praticamente sem recursos e investimentos trouxe de volta Michael Myers.

O único ponto ruim é que o filme termina do nada deixando uma dúvida no ar que com certeza será exclarecida em sua continuação prevista ainda para este ano.

"Halloween - O Início" vai assustar e divertir, além de trazer de volta um dos melhores (opinião particular) serial killers do passado.

Trailer do filme:


Imagens: Divulgação / PlayArte
Texto: Paulo Costa

Comentários

  1. Não sou muito "chegada" no gênero, mas quero assistir. Adorei a crítica! bjuss

    ResponderExcluir

Postar um comentário