"Distrito 9"

Produzido por Peter Jackson o filme é extraordinário, indo além da imaginação humana
Por Paulo Costa"Distrito 9" (District 9, Nova Zelandia/Africa do Sul) é sem dúvida uma das melhores surpresas do ano, e com certeza um dos melhores filmes do ano.

A idéia é sem dúvida inusitada superando qualquer expectativa, inclusive a dos aficcionados por ficção cientifica, em especial por aliens.

O roteiro é acima de tudo inteligênte e com várias satiras, criticando título americanos que abordam o mesmo tema, onde logo nos primeiros minutos do filme pode-se ouvir o seguinte comentário "Ninguém sabe porque está nave parou sobre Johanesburgo ao invés de Nova york, Los Angelos ou Chicago", depois dessa não preciso falar mais nada.

Quando a humanidade esperava por um ataque hostil ou por gigantes avanços tecnológicos, nada disso veio. Os alienígenas chegam à Terra como refugiados e se instalam em uma área da África do Sul, o Distrito 9, enquanto os humanos decidem o que fazer com eles. A Multi-National United (MNU) é uma empresa contratada para controlar os alienígenas e mantê-los em campos de concentração e deseja receber imensos lucros para fabricar armas que tenham como "matéria-prima" as defesas naturais dos extraterrestres. Mas a MNU falha na tentativa de fabricação das armas e descobre que para que elas sejam ativadas, o DNA dos aliens é necessário. O tensão entre humanos e aliens aumenta quando Wikus van der Merwe espalha um misterioso vírus que modifica o DNA das criaturas impedindo a poderosa MNU de colocar em prática seus planos de exploração sobre as criaturas de outro planeta. Então o homem que se torna o mais procurado do mundo, tem que fugir, e sem casa e sem amigos, só tem um lugar onde se esconder: Distrito 9.

Dirigido pleo Sul-africano Neill Blomkamp e produzido por Neozelandês Peter Jackson o filme é extraordinário, indo além da imaginação humana, principalmente pelo fato de que uma história tão louca e futurista possa tratar de assuntos de contexto histórico como o apartheide e até mesmo o preconceito entre raças, que no longa é tratada de forma explicita, ou seja, assim como os brancos tem preconceito contra os negros, no filme os negros tem preconceito contra os "camarões" (apelido dado aos aliens pele semelhante aparencia), no fim da contas, acredito eu, que o roteirista/diretor não é humano, e aliás, alguém ainda acredita que depois de "O Senhor Anéis" Peter Jackson seja um humano?

Piadas à parte, o longa com estréia prevista para esta sexta-feira, 16 de outubro, com certeza é o filme mais intrigante e sensacional que tem todos os elementos possíveis para fazer bonito nas bilheterias, e o melhor, sucesso que deverá ser alcançado por um filme não americano.



Imagens e trailer: Divulgação/Sony Pictures

Comentários