E o 18° Festival Mix Brasil continua...


Continua em São Paulo, até dia 18/11 o 18° Festival Mix Brasil, que este ano está com uma programação bem bacana
Por Paulo Costa



Está rolando em São Paulo desde a última quinta-feira, 11 de novembro, o "18° Festival Mix Brasil de Cinema da Diversidade Sexual", o maior evento da América Latina voltado para o público LGBT, que este ano vem apresentando ótimos filmes e eventos com essa temática.

Na quinta rolou a abertura oficial do Festival no CineSESC da Augusta, que contou com a presença dos organizadores do evento João Federici, André Fischer e Suzy Capó, e ainda contou com a participação do diretor peruano Javier Fuentes-Léon, que apresentou se premiado longa "Contracorriente", que foi o grande vencedor do Miami Film Festival e do Audience Award no Sundance Film Festival.
Outro evento concoridíssimo ao qual não pude estar presente mas deve ter sido bem bacana foi a exibição do longa "L.A. Zombie" de Bruce la Bruce no Cinemão Don José, e o astro François Sagat, estava presente para falar do filme, para quem não sabe ou não leu o post com a pauta oficial do Festival, Sagat é o protagonista do longa e astro do cinema porno gay.

Além do filme citado acima Sagat esteve presente na também concorrida sessão do "Homem no Banho" outro filme em que ele protagoniza e que não é voltado para o ramo do cinema pornô.

O Festival ainda contou com um panorama de diversos eventos neste final de semana, e hoje, domingo, o Cine&Cia. estar presente na sessão "SexyBoys" também no CineSESC Augusta, que apresentou curtas de diversos paises com um apelo mais erótico, porém a programação que assisti hoje deixou um pouco a desejar, dos sete curtas apresentados realmente o mais bacana e divertido foi o primeiro entitulado "Sindrome de GoGo" (GoGo Reject, EUA, 2010), alguns como "Cai Cai, Balão" (Inflatable Swan, Ing, 2009) e "Vapor" (Steam, EUA, 2009), ou estava muito lezado ou não sei, pois fiquei sem entender muito bem o que foi mostrado ali.

Ainda no "SexyBoys" assisti ao curta boliviano "Revelação Explícita" (Revelación Explícita, 2010), que realmente foi uma experiência estranha, diferente, constrangedora e por que não engraçada também?, e o curta nacional "Duelo", curta sem falas mas que conseguiu passar de forma sutil uma suposta atração pos dois lutadores de boxe, ambos que contaram com a presença de seus respectivos diretores, Diego Torres e Marcelo Lee.

Fechando o "SexyBoys" também foi exibido o curta "Stephen Faz a Festa" (The Feast of Stephen, EUA, 2009), curta escrito e dirigido pelo ator James Franco, que sinceramente só rindo, afinal o que foi aquilo?

Se faltou citar algum título, me desculpem, mas foi talvez uma projeção insignificante.

Para quem ficou curioso, o "Sexy Boys" acontece novamente nesta segunda, 15/11 as 22horas no Espaço Unibanco de Cinema (Sala 3).

Nesta terça-feira, 16/11 acontece no Teatro Gazeta, mais uma edição do aguardado "Show do Gongo" apresentado pela atriz Marisa Orth, e que sem dúvida é ums dos melhores eventos do Festival.

Até o fim do "Mix" ainda vai rolar muita coisa bacana e não deixem de conferir a programção completa no site: mixbrasil.org.br

Confira a seguir o vídeo de abertura e as duas vinhetas do Festival:




Imagens: Divulgação
Vídeos: Divulgação/Mix Brasil

Comentários