Crítica "Demônio" (Devil)


Novo filme "Da mente de M. Night Shyamalan" não é dirigido pelo diretor citado, mas o resultado é interessante

Por Paulo Costa


Em cartaz desde a última sexta-feira, 26 de novembro, em todo o país, "Demônio" (Devil) é o exemplo de suspense que não precisa de muitos artificios (sangue, violêncio, tortura...) para prender a atenção da platéia ao longo de seus quase 85 minutos e causar vários sustos e muitas reviravoltas.

Como divulgado em seu cartaz "Da mente de M. Night Shyamalan", o longa é apenas produzido e roteirizado pelo consagrado diretor de obras fascinantes e de muitas reviravoltas como "O Sexto Sentido" (1999), "A Vila" (2004), "A Dama na Água" (2006) e até mesmo do mais recente, porém não tão bom quanto os citados "O Último Mestre do Ar" lançado nos cinemas este ano, o que deixa bem claro que Shyamalan nasceu para dirigir, roteirizar ou apenas produzir filmes de suspense psicológico, além do diretor indiano, o longa é co-escrito por Brian Nelson responsável pela adaptação do excelente filme "30 Dias de Noite".

A direção ficou nas mãos de John Erick Dowdle, este que roterizou e dirigiu a versão americana do ruim "Quarentena" baseado no espanhol "REC", porém aqui ele acerta, faz bonito e o resultado é muito bom e bem convincente.

Na trama, de acordo com algumas passagens da bíblia que diz que "Quando alguém comete suicidio abre-se uma porta para o demônio" o ponto pé inicial é justamente um suicidio e um policial com um passado perturbador tentando resolver o mistério desta morte, porém horas mais tarde nesse mesmo edíficio, cinco pessoas distintas e desconhecidas ficam presas dentro de um elevador, e eventos bizarros e assustadores começam a acontecer, revelando que umas delas ali dentro não é quem aparenta ser.

Shyamalan roteiriza no geral uma crônica interessante, pois vale deixar explicado que o longa pertence a uma série que se der certo será denominada "The Night Chronicles" ou para nós "Crônicas Noturnas", o único erro do filme é que em determinadas, porém poucas cenas falta um pouco de dinamismo, mas não o suficiente para fazer o espectador desistir do longa e se surpreender com um final verdadeiramente digno, como já diz o slogan já citado: "Da Mente de M. Night Shyamalan".

Confira o trailer de "Demônio":


Obs: a crítica do filme só foi postada uma semana após sua estréia, pois a Universal Pictures (distribuidora) não realizou cabine de imprensa do título, e eu só pude conferi-lo nesta quinta-feira.

Imagens e Vídeos:  Divulgação

Comentários

  1. p/ trailer parece o tipo de filme em q realmente vale a pena ir ver no CINEMA.
    bjos paulo!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário