Critica "Bravura Indômita"

Sinopse: O pai de Mattie é assassinado por Tom Chaney. Ela resolve contratar Rooster Cogburn para persegui-lo e exige acompanhar a caçada ao criminoso.

Direção e Roteiro: Joel Coen, Etham Coen
Elenco: Jeff Bridges, Hailee Steinfeld, Matt Damon, Josh Brolin, Barry Pepper
Gênero: Westren
Duração: 110min.
País de origem: Estados Unidos
Lançamento: 2011
Classificação: 16 anos






Onde os bravos têm vez

Por Edu Fernandes (texto original no blog Cine Dude)

Vários pontos ligam Bravura Indômita (True Grit) a outro filme roteirizado e dirigido pelos irmãos Coen, Onde os Fracos não Têm Vez.

Ambos são adaptações de romances e grande parte do enredo acontece em uma caçada humana, em que o alvo é interpretado por Josh Brolin. Enquanto Onde os Fracos... é visto do ponto da caça, em Bravura Indômita acompanha-se a jornada do caçador.

Outra diferença está no tema. Onde os Fracos... tem muitos personagens covardes. Seja Llewelyn que não bate de frente com seu perseguidor, seja Anton que sempre mata pessoas desarmadas. Em um dos pouco duelos que Anton participa, acaba fugindo. Já Bravura Indômita é sobre coragem e o roteiro sabe muito bem como dar vez para que cada personagem demonstre sua bravura em momentos diferentes.

O que há de comum são os bons posicionamentos de câmera e a construção de quadros esteticamente interessantes. Por outro lado, o final dos dois filmes sofre de um arrasto, mas enquanto Onde os Fracos... acaba de forma que pode ser frustrante, Bravura Indômita ganha novo fôlego na sequência final.

Bravura Indômita está concorrendo em 10 categorias no Oscar incluindo Melhor Filme, Diretor e Ator.


Imagens e Vídeos: Divulgação/Paramount Pictures

Comentários