Cinema | Alpha Filmes inaugura Cine Drive-In em Barueri
Play | "Mulan", por Paulo Costa (Resenha)
Music | Alan Parker e "The Commitments - Loucos Pela Fama", por Rodrigo Fidalgo (Resenha)
Séries | "Boca a Boca", por Jurandir Vicari (Resenha)
Literatura | Chegou ao Brasil a nova fase dos Mutantes mais famosos da Marvel
Replay | "Whisky", por Rodrigo Fidalgo (Resenha)
Play | "SCOOBY! O Filme", por Jurandir Vicari (Resenha)

Crítica: "Sucker Punch - Mundo Surreal"

Arte oficial do filme que apresenta as atrizes principais (Divulgação/Warner Bros.)
A mais nova obra revolucionária da surrealidade do visionário diretor de 300 e Watchmen
Por Paulo Costa

Zack Snyder que já vem revolucinando o universo dos efeitos especiais e digitais no mundo cinema com filmes de ação baseados em HQs como 300 e Watchmen e também com a animação "A Lenda dos Guardiões" que possuí gráficos digitais impressionantes dessa vez estrapola, e o resultado, a mais nova obra revolucionária de um diretor promissor no mundo da sétima arte.

Sucker Punch - Mundo Surreal
(Sucker Punch), que chega aos cinemas do país nesta sexta-feira, 25 de março, é algo absurdo que dispensa qualquer comentário. A trama abientada nos anos 50 conta a história de Babydoll, uma garota internada em uma instituição mental por seu perverso padrasto que tenta se livrar de sua enteada ao descobrir que ela é a herdeira de todos os bens deixado por sua falecida mãe e que em uma onda de surto acaba matando acidentalmente sua irmã mais nova ao invés de seu padrasto. Ela passará por uma lobotomia dentro de cinco dias e durante esse tempo, a garota começa a se desligar de sua realidade partindo para uma realidade alternativa, onde precisa encontrar cinco objetos para fugir deste terrível lugar comandado por um homem totalmente desprezível e para isso ela contará com a ajuda de outras garotas desse internato.


Divulgação
O elenco principal é encabeçado por Emily Browning em seu primeiro grande papel de destaque na pele de Babydoll, mas que pode ser vista em títulos como Desventuras em Série no papel de Violet e O Mistério das Duas Irmãs e conta com outras belas garotas como Jena Malone (Rocket), Abbie Cornish (Sweet Pea) , Jamie Chung (Amber) e Vanessa Hudgens (Blondie), estrela da série da Disney High School Musical que se mostra muito mais madura e totalmente desligada do projeto citado, além disso no elenco feminino temos também a belissíma Carla Gugino (Madame Gorski) que já trabalhou com Snyder em Watchmen, já na pequena parte masculina, mas também muito bem representada temos Oscar Isaac (Blue) que esteve recentemente no longa Robin Hood e a participação de Jon Hamm (High Roller).

Os efeitos, a fotografia e arte digital do filme são absurdas e misturadas com as cenas de ação criam um clima que se torna extremamente perfeito com a junção de sua trilha sonora (que terá uma resenha própria), criando magistralmente um universo surreal de arrepiar, mas o melhor é Zack proibiu a Warner Bros. de converter o longa para o 3D, atividade que a empresa vem realizando com frequencia e que o resultado não é tão bom.

Sucker Punch é sem dúvida a melhor surpresa do ano, um filme de ação extrema que te deixará grudado na poltrona até o último segundo do filme e com certeza pedindo por mais.

OBS: filme que obrigatoriamente tem que ser visto nos cinemas.

Warner Bros.

CONCORRA A KITS DO FILME