Notícias: Academia do Oscar expulsa Roman Polanski e Bill Cosby


Expulsão é influenciada pelas denuncias e condenações que ambos enfrentam com relação a crimes de estupro

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas decidiu em reunião nesta ultima terça-feira, 01/05,  pela expulsão de Bill Cosby e Roman Polanski. De acordo com o comunicado divulgado, ambos estão fora das normas de conduta da Academia. Normas estas que foram modificadas após a serie de acusações envolvendo o produtor Harvey Weinstein.  O novo código de conduta da academia foi aprovado em dezembro do ano passado.

"A Diretoria da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas reuniu-se na noite de terça-feira (1 de maio) e votou pela expulsão do ator Bill Cosby e do diretor Roman Polanski de seus membros, de acordo com as Normas de Conduta da organização. A Diretoria continua a incentivar padrões éticos que exigem que os membros respeitem os valores da Academia de respeito à dignidade humana."

Cosby foi condenado recentemente por drogar e agredir sexualmente Andrea Constand, ex-gerente de operações do departamento de esportes da Temple University, em sua casa, em 2004. Ele também foi considerado culpado em outras três acusações, porém somente o caso de Andrea já foi a julgamento final. O ex-astro recebeu mais de 60 acusações de assedio sexual, abrangendo várias décadas. Cosby nunca foi indicado a um premio da Academia, mas tem uma grande carreira televisiva e é um dos principais destaques na história da comédia stand-up norte americana. 

A defesa de Bill Cosby ainda não se pronunciou sobre a expulsão.

Polanski está foragido dos Estados Unidos há mais de 40 anos desde que se declarou culpado de estuprar uma garota de 13 anos de idade, em 1978. O diretor chegou a ser preso, durante um pouco mais de um mês antes de realizar um acordo de delação premiada e durante o processo fugiu para a França onde não há extradição para os EUA. O caso sofreu uma série de reviravoltas ao longo das décadas, inclusive com tentativas de extradição mal sucedidas do Procurador Distrital de Los Angeles e tentativas do próprio diretor em resolver o caso a distância. 

Indicado 5 vezes ao Oscar, chegou a ganhar o prêmio de Melhor Diretor em 2003 por "O Pianista", mas não compareceu à cerimônia. Há ainda mais acusações de estupro de menores pelo diretor, hoje com 84 anos.

Mesmo diante dos fatos a academia concedeu o prêmio de Melhor Diretor à Polanski em 2013 (divulgação)



O advogado de Polanski, Harland Braun, informou em entrevista a Variety, que não houve oportunidade de defesa do seu cliente, o que representa uma violação do novo código de conduta adotado pela instituição.

"É um exemplo muito ruim. Parece errado apenas expulsar alguém e tomar uma decisão sem conhecer todos os fatos. Ele aceitou a responsabilidade e se desculpou com a mulher. Ela aceitou seu pedido de desculpas. É uma coisa muito ignorante a se fazer ". 
Pelo novo código, a Academia, via "Comitê de Sócios e Administração", pode receber reclamações e pedir uma resposta do membro acusado, que tem até 10 dias para fornecê-la, por escrito, para analise e recomendação sobre a conduta do membro para a Diretoria Geral. Após a divulgação, o membro terá até 10 dias para recorrer da decisão do conselho, porém há também a cláusula que impede recursos ou novos processos, dependendo da gravidade da acusação.

Comentários