O labirinto psicológico de "Por trás dos seus olhos" Por Vanessa França
Uma série que deixa saudades até hoje do seu jeito leve de lidar com assuntos difíceis Por Lulu Ribeiro
Com a série chegando ao fim, podemos ver que a sala dos roteiristas é escura e cheia de horrores Por Pedro Soler e Lulu Ribeiro
Novo romance "O Sol Também É Uma Estrela" também aborda problemas atuais Por Estefania Goto
Realidade e fantasia se colidem para contar a história de um dos mais celebrados autores de todos os tempos Por Lulu Ribeiro

Notícias: Academia do Oscar expulsa Roman Polanski e Bill Cosby






Expulsão é influenciada pelas denuncias e condenações que ambos enfrentam com relação a crimes de estupro

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas decidiu em reunião nesta ultima terça-feira, 01/05,  pela expulsão de Bill Cosby e Roman Polanski. De acordo com o comunicado divulgado, ambos estão fora das normas de conduta da Academia. Normas estas que foram modificadas após a serie de acusações envolvendo o produtor Harvey Weinstein.  O novo código de conduta da academia foi aprovado em dezembro do ano passado.

"A Diretoria da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas reuniu-se na noite de terça-feira (1 de maio) e votou pela expulsão do ator Bill Cosby e do diretor Roman Polanski de seus membros, de acordo com as Normas de Conduta da organização. A Diretoria continua a incentivar padrões éticos que exigem que os membros respeitem os valores da Academia de respeito à dignidade humana."

Cosby foi condenado recentemente por drogar e agredir sexualmente Andrea Constand, ex-gerente de operações do departamento de esportes da Temple University, em sua casa, em 2004. Ele também foi considerado culpado em outras três acusações, porém somente o caso de Andrea já foi a julgamento final. O ex-astro recebeu mais de 60 acusações de assedio sexual, abrangendo várias décadas. Cosby nunca foi indicado a um premio da Academia, mas tem uma grande carreira televisiva e é um dos principais destaques na história da comédia stand-up norte americana. 

A defesa de Bill Cosby ainda não se pronunciou sobre a expulsão.

Polanski está foragido dos Estados Unidos há mais de 40 anos desde que se declarou culpado de estuprar uma garota de 13 anos de idade, em 1978. O diretor chegou a ser preso, durante um pouco mais de um mês antes de realizar um acordo de delação premiada e durante o processo fugiu para a França onde não há extradição para os EUA. O caso sofreu uma série de reviravoltas ao longo das décadas, inclusive com tentativas de extradição mal sucedidas do Procurador Distrital de Los Angeles e tentativas do próprio diretor em resolver o caso a distância. 

Indicado 5 vezes ao Oscar, chegou a ganhar o prêmio de Melhor Diretor em 2003 por "O Pianista", mas não compareceu à cerimônia. Há ainda mais acusações de estupro de menores pelo diretor, hoje com 84 anos.

Mesmo diante dos fatos a academia concedeu o prêmio de Melhor Diretor à Polanski em 2013 (divulgação)



O advogado de Polanski, Harland Braun, informou em entrevista a Variety, que não houve oportunidade de defesa do seu cliente, o que representa uma violação do novo código de conduta adotado pela instituição.

"É um exemplo muito ruim. Parece errado apenas expulsar alguém e tomar uma decisão sem conhecer todos os fatos. Ele aceitou a responsabilidade e se desculpou com a mulher. Ela aceitou seu pedido de desculpas. É uma coisa muito ignorante a se fazer ". 
Pelo novo código, a Academia, via "Comitê de Sócios e Administração", pode receber reclamações e pedir uma resposta do membro acusado, que tem até 10 dias para fornecê-la, por escrito, para analise e recomendação sobre a conduta do membro para a Diretoria Geral. Após a divulgação, o membro terá até 10 dias para recorrer da decisão do conselho, porém há também a cláusula que impede recursos ou novos processos, dependendo da gravidade da acusação.

Comentários