O labirinto psicológico de "Por trás dos seus olhos" Por Vanessa França
Uma série que deixa saudades até hoje do seu jeito leve de lidar com assuntos difíceis Por Lulu Ribeiro
Com a série chegando ao fim, podemos ver que a sala dos roteiristas é escura e cheia de horrores Por Pedro Soler e Lulu Ribeiro
Novo romance "O Sol Também É Uma Estrela" também aborda problemas atuais Por Estefania Goto
Realidade e fantasia se colidem para contar a história de um dos mais celebrados autores de todos os tempos Por Lulu Ribeiro

Resenha: "Missão: Impossível - Efeito Fallout"



Muito tiro, porrada e bomba da melhor qualidade! Pra te prender na poltrona da primeira à última cena
Por Carol Gama

Tom Cruise encara mais uma vez o agente Ethan Hunt no mais novo filme da franquia “Missão: Impossível”, o que comprova que certas coisas ficam melhores com o passar do tempo. Cruise é exemplo vivo, o astro está definitivamente na sua melhor forma e prova que não há ninguém melhor do que ele para encarnar este personagem, que já faz parte de sua filmografia desde 1996 e o consagrou no gênero ação.

Em “Missão: Impossível- Efeito Fallout” que chega aos cinemas nesta quinta-feira, 26, Hunt e sua equipe do IMF, na companhia de conhecidos aliados se encontram em uma corrida contra o tempo depois de fracassar em uma missão e exigir que todos se unam para encarar de frente problemas do passado, o que trará alguns fantasmas de volta para assombra-los.

Mesmo com duração aproximada de 148 minutos, os fãs do personagem e da franquia ficarão com os olhos grudados na telona para não perder um minuto se quer de onde ou para aonde o agente vai, conseguindo com maestria prender a atenção do espectador da melhor maneira possível, o que inclui muitas cenas de ação da melhor qualidade e em lugares incríveis, além de uma trama que fará a plateia vibrar e torcer pela equipe de Hunt.

Além de Cruise, que se entrega mais uma vez de corpo e alma, encarando cenas arriscadas sem dubles, horas de aulas de pilotagem para poder pilotar um helicóptero de verdade em cena, além de muitas coisas mais, como se machucar durante as filmagens e ainda assim exigir que a cena estivesse no corte final, devemos destacar outros grandes nomes que retornam, como Alec Baldwin, Simon Pegg e Ving Rhames e Michelle Monaghan. Também não podemos esquecer da introdução do “Homem de Aço”, Henry Cavill, na franquia, em um momento ímpar, dando vida ao personagem August Walker, além de Angela Basset e Vanessa Kirby, que integram o elenco pela primeira vez.


Mas não é só de atuações masculinas marcantes que “Missão: Impossível - Efeito Fallout” vive, não poderia faltar um Girl Power aqui e, quem entrega essa personagem fodona, é a atriz Rebecca Ferguson, que volta a franquia como Ilsa Faust, agora com mais relevância e muitos mais marcante que em sua aparição em "Nação Secreta" (2015).

Quem também retorna é Christopher McQuarrie, responsável pela direção de “Missão: Impossível - Nação Secreta” (2015), prepare-se, pois em palavras do próprio diretor:

“O filme te leva a lugares onde você nunca esteve, mostra coisas que você nunca viu e te coloca nessa experiência”

Em resumo, muito tiro, porrada e bomba, em uma experiência única, o que nos faz ficar com um gostinho de quero mais e torcendo para que “Missão: Impossível” não pare por aqui. Afinal, Cruise e Ethan fazem o que muitos não fariam.

PS: Vale assistir em uma sala IMAX.



Comentários