Bilheteria BR: "Coringa" tem estreia arrasadora
Resenha: Coringa, por Paulo Costa
Resenha: Parasita, por Eduardo Benesi
Resenha: Coringa, por Eduardo Benesi
Cinema: Ficção cientifica estrelada por Kristen Stewart e Vincent Cassel tem seu primeiro trailer divulgado
Cinema: Do mesmo diretor de "Independence Day", novo trailer de "Midway - Batalha em Alto Mar" apresenta cenas grandiosas repleta de efeitos especiais
Cinema: terror estrelado por Elizabeth Lail, "A Hora da Sua Morte" tem trailer e cartaz nacional divulgados

Notícias: Morre a Atriz Bibi Ferreira


Atriz tinha 96 anos

A grande artista do teatro nacional, Bibi Ferreira, faleceu hoje aos 96 anos, após sofrer uma parada cardíaca em sua casa no bairro do Flamengo, Rio de Janeiro. Bibi já vinha enfrentando uma série de problemas de saúde desde 2018.

Abigail Iziqueirdo Ferreira, nasceu no Rio de janeiro em 1 de junho de 1922, filha do ator Procópio Ferreira e da bailarina argentina Aída Iziquierdo. Bibi, apelido que recebeu na infância era considerada a primeira-dama do teatro brasileiro. 

Sua estreia nos palcos aconteceu com 24 dias de vida, na peça “Manhãs de Sol”, substituindo uma boneca que sumiu pouco antes do inicio do espetáculo. Após a separação de seus pais, Bibi passou uma temporada morando em Portugal e ao retornar para o Brasil, tornou-se a atriz mirim mais festejada do Rio de Janeiro.


Em 1944 montou sua própria companhia teatral, reunindo nomes importantes do teatro brasileiro como Cacilda Becker, Maria Dela Costa e a diretora Henriette Mirineau.

Nas décadas seguintes teve muito sucesso ao participar de grandes espetaculosa teatrais, como “My Fair Lady” em 1960; “O Homem de La Mancha” em 1972; “Gota d’Água” de Chico Buarque em 1975. Como diretora teatral também teve grande êxito,  em 1970 dirigiu “Brasileiro, Profissão: Esperança” uma versão com Maria Bethânia e uma segunda versão com Clara Nunes. Em 1976 dirigiu Walmor Chagas, Marília Pêra, Marco Nanini e outros 50 artistas em “Deus Lhe Pague” de Joracy Camargo.

Na década de 80 dirigiu textos comercias e peças de dramaturgia sofisticada e, em 1983, voltou aos palcos com “Piaf, a Vida de uma Estrela da Canção”, recebendo além dos muitos elogios, diversos prêmios.

Nos anos 90, Bibi reviveu seus maiores sucessos, remontando “Brasileiro, Profissão: Esperança” e para comemorar seus 50 anos de carreira, saiu com a turnê “Bibi in Concert” e depois de mais alguns anos fez o “Bibi in Concert 2”.

Bibi também dirigiu e atuou em espetáculos onde interpretava músicas e contava sobre a vida de alguns artistas como Edit Piaf, Frank Sinatra e a portuguesa Amália Rodrigues.


Bibi Ferreira foi uma das grandes divas brasileiras e sua morte é o encerramento da grande era do teatro nacional.


Comentários