Cinema | Alpha Filmes inaugura Cine Drive-In em Barueri
Play | "Mulan", por Paulo Costa (Resenha)
Music | Alan Parker e "The Commitments - Loucos Pela Fama", por Rodrigo Fidalgo (Resenha)
Séries | "Boca a Boca", por Jurandir Vicari (Resenha)
Literatura | Chegou ao Brasil a nova fase dos Mutantes mais famosos da Marvel
Replay | "Whisky", por Rodrigo Fidalgo (Resenha)
Play | "SCOOBY! O Filme", por Jurandir Vicari (Resenha)

Play | "SCOOBY! O Filme", por Jurandir Vicari (Resenha)



Visualmente atrativo para os pequenos e com uma boa carga nostálgica para os maiores

Por Jurandi Vicari | Revisão: Paulo Costa


A animação "Scooby! O Filme", lançada diretamente no formato digital, acabou decepcionando vários fãs do personagem. Porém, nesse momento de pandemia, não tinha como ser de outra forma, até mesmo outros grande estúdios já estão trabalhando alguns de seus lançamentos nesta mesma dinâmica.

Depois de trazer os personagens para versões live-action, o que gerou dois filmes de grande sucesso lançados em 2002 e 2004, que trazia em seu elenco nomes como Sarah Michelle Gellar, Freddie Prinze Jr, Linda Cardelline e Matthew Lillard, além de algumas outras apostas lançadas direto para o mercado do home vídeo, agora a Warner Bros. retoma a franquia e também o formato animação, mas investindo nos gráficos 3D, para contar a o inicio da amizade de Salsicha e Scooby e como eles conheceram Fred, Velma e Daphne.

Focado no público infantil, o roteiro é bem simplista, onde as soluções para os problemas são quase que imediatos. Deixando a trama quase de lado, o longa acaba optando por apresentar vários personagens da Hanna-Barbera. Mas será que um filme com pouco mais de 90 minutos precisava de tanto personagem assim? Se a ideia era criar um "Hanna-Barberaverso", e pensando em futuras continuações, esta gama de personagens poderia ser introduzida aos poucos.



Outra alteração que os fãs mais saudosistas possam se decepcionar é que o grupo que se une para formar a "Mistério S/A" não esta ali para solucionar assustadores mistérios, mas sim para uma aventura de caça ao tesouro, onde as pistas caem no colo das personagens sem ser necessário o menor esforço.

As dublagens, apesar de não serem as vozes que os mais velhos se lembram, são muito boas, no elenco original temos Zac Efron como Fred, Amanda Seyfried dando voz a Daphne, a personagem Velma dublada por Gina Rodriguez e até Mark Wahlberg marca presença entre as vozes originais dublando o Falcão Azul.

A animação como um todo é muito bonita e visualmente é bastante atrativa e empolgante para a criança e, além de divertir o publico de todas as idades, possui uma carga nostálgica muito gostosa para os mais crescidinhos. Uma pena que o filme tenha ganho mais destaque pelas polêmicas em torno dos valores do que pela nostalgia e pelas qualidades técnicas.

"Scooby! O Filme" está disponível nas plataformas digitais e custa R$49,90 para locação e R$69,90 para compra. Contudo, dependendo do andar da carruagem, a distribuidora pretende fazer uma estreia nos cinemas nacionais em 10 de setembro.