Cinema | "Cry Macho: O Caminho para Redenção", resenha por Paulo Costa
Cinema | "Maligno", resenha por Paulo Costa
Cinema | "Vento Seco", resenha por Jurandir Vicari
Play | "Quem Vai Ficar com Mário?", por Paulo Costa
Cinema | Conheça "Meu Nome É Bagdá"
Cinema | "Uma Noite de Crime: A Fronteira", resenha por Paulo Costa

Oscar 2021 | Conheça os ganhadores e um breve resumo da maior premiação do cinema!



Em um ano com mais diversidade, premiação foi marcada por importantes discursos e uma maior distribuição de estatuetas entre os indicados

Por Paulo Costa


Aconteceu na noite do domingo, 25 de abril, a cerimonia de entrega dos prêmios da maior celebração da indústria cinematografia, o Oscar. E este ano a diversidade marcou forte em discursos de suma importância e também em produções como "Judas e o Messias Negro", "Minari" e "O Som do Silêncio" com protagonistas não brancos, além de fortes concorrentes idealizados e estrelados por mulheres, como é o caso de "Nomadland" e "Bela Vingança", este que, após um discurso arrasador de Regina King, levou o primeiro prêmio da noite, o de Melhor Roteiro Original.

Pela primeira vez na história da premiação duas mulheres concorreram em Melhor Direção: Emerald Fennell ("Bela Vingança") e Chloé Zhao ("Nomadland"), que garantindo o favoritismo e sendo a recordista de prêmios em uma única temporada de premiações, conquistou a estatueta, se tornando a segunda mulher, e a primeira asiática, a vencer. Antes de Zhao, somente Kathryn Bigelow havia ganho nesta categoria com o longa "Guerra ao Terror" em 2010.

Nas categorias de atuação nove artistas não brancos receberam indicações: para Melhor Ator timos Steven Yeun, primeiro americano de origem asiática a ser indicado por "Minari", e Riz Ahmed, por "O Som do Silencio", é o primeiro ator muçulmano e de origem paquistanesa a receber uma indicação. Chadwick Boseman, que por "A Voz Suprema do Blues" se tornou o primeiro ator não branco a receber uma indicação póstuma. Porem o prêmio saiu para Sir Anthony Hopkins, "Meu Pai", que desbancou o favoritismo acumulado por Boseman

A lista de coadjuvantes incluiu três atores negros: Daniel Kaluuya e LaKeith Stanfield concorrem por "Judas e o Messias Negro", e Leslie Odom Jr. por "Uma Noite em Miami", Kaluuya garantiu a estatueta.

Na categoria de Melhor Atriz, Viola Davis que concorreu por "A Voz Suprema do Blues" possui o recorde de atriz negra com mais indicações ao Oscar, quatro no total, tendo vencido em em 2017 como coadjuvante, pelo filme "Um Limite Entre Nós". Andra Day concorre por seu trabalho em "Os Estados Unidos vs. Billie Holiday", e ainda assim o prêmio veio para Frances McDormand, o terceiro de sua carreira ("Fargo" e "Três Anúncios Para Um Crime"). Entre as coadjuvantes, Youn Yuh-Jung, de "Minari", sendo a primeira sul-coreana a ser indicada e a vencer o prêmio, nos proporcionando um momento de leveza com seu discurso fofo e muito bem humorado.

"Mank", o azarão das premiações liderou com um total de 10 indicações, levando apenas os prêmios técnicos de Design de Produção e Fotografia. Já "Nomadland", o grande favorito abocanhou 3 estatuetas, entre elas o principal: Melhor Filme. Junto dele, com um total de 6 nomeações, estavam "Meu Pai" (2 prêmios), "Judas e o Messias Negro" (2 prêmios), "Minari" (1 prêmio), "O Som do Silêncio" (2 prêmios) e "Os 7 de Chicago", este sim o azarão, que mesmo se destacando nesta temporada, saiu de mãos vazias.

Vale ressaltar que, em um ano completamente afetado pela pandemia do Covid-19, foram os serviços de streaming que garantiram o entretenimento e acesso a muitos dos indicados, e assim lideraram nas indicações, somente a Netflix acumulou um total de 35, levando 7, logo na sequência veio a Amazon 12 indicações e levando 2. Contudo, as plataformas garantiram apenas prêmios mais técnicos, curtas e documentários. Os grandes estúdios que figuraram logo na sequência, mantiveram o favoritismo e até mesmo o conservadorismo da Academia  e venceram os principais prêmios.

Confira a seguir a lista completa de vencedores e indicados:

MELHOR FILME
Meu Pai
Judas e o Messias Negro
Mank
Minari
Vencedor | Nomadland
Bela Vingança
O Som do Silêncio
Os 7 de Chicago

MELHOR DIREÇÃO
Thomas Vinterberg - Druk: Mais uma Rodada
David Fincher - Mank
Lee Isaac Chung - Minari
Vencedora | Chloé Zhao - Nomadland
Emerald Fennell - Bela Vingança

MELHOR ATOR
Riz Ahmed - O Som do Silêncio
Chadwick Boseman - A Voz Suprema do Blues
Vencedor | Anthony Hopkins - Meu Pai
Gary Oldman - Mank
Steven Yeun - Minari

MELHOR ATRIZ
Viola Davis - A Voz Suprema do Blues
Andra Day - Estados Unidos Vs Billie Holiday
Vanessa Kirby - Pieces of a Woman
Vencedora | Frances McDormand - Nomadland
Carey Mulligan - Bela Vingança

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Sacha Baron Cohen - Os 7 de Chicago
Vencedor | Daniel Kaluuya - Judas e o Messias Negro
Leslie Odom Jr. - Uma Noite em Miami
Paul Raci - O Som do Silêncio
Lakeith Stanfield - Judas e o Messias Negro

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Maria Bakalova - Borat: Fita de Cinema Seguinte
Glenn Close - Era uma Vez um Sonho
Olivia Colman - Meu Pai
Amanda Seyfried - Mank
Vencedora | Yuh-Jung Youn - Minari

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
Borat: Fita de Cinema Seguinte
Vencedor | Meu Pai
Nomadland
Uma Noite em Miami
O Tigre Branco

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
Judas e o Messias Negro
Minari
Vencedor | Bela Vingança
O Som do Silêncio
Os 7 de Chicago

MELHOR CURTA-METRAGEM
Feeling Through
The Letter Room
The Present
Vencedor | Dois Estranhos
White Eye

MELHOR ANIMAÇÃO
Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica
A Caminho da Lua
Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-Ataca
Vencedor | Soul
Wolfwalkers

MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO
Burrow
Genius Loci
Vencedor | Se Algo Acontecer... Te Amo
Opera
Yes-People

MELHOR DOCUMENTÁRIO
Collective
Crip Camp: Revolução pela Inclusão
The Mole Agent
Vencedor | Professor Polvo
Time

MELHOR DOCUMENTÁRIO DE CURTA-METRAGEM
Vencedor | Colette

A Concerto is a Conversation
Do Not Split
Hunger Ward
A Love Song for Latasha

MELHOR FILME INTERNACIONAL
Vencedor | Druk: Mais uma Rodada (Dinamarca)

Better Days (Hong Kong)
Collective (Romênia)
O Homem que Vendeu Sua Pele (Tunísia)
Quo Vadis, Aida? (Bósnia)

MELHOR FOTOGRAFIA
Judas e o Messias Negro
Vencedor | Mank
Relatos do Mundo
Nomadland
Os 7 de Chicago

MELHOR MONTAGEM
Meu Pai
Nomadland
Bela Vingança
Vencedor | O Som do Silêncio
Os 7 de Chicago

MELHORES EFEITOS VISUAIS
Amor e Monstros
O Céu da Meia-Noite
Mulan
O Grande Ivan
Vencedor | Tenet

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL
Terence Blanchard - Destacamento Blood
Trent Reznor e Atticus Ross - Mank
Emile Mosseri - Minari
James Newton Howard - Relatos do Mundo
Vencedor | Trent Reznor, Atticus Ross e Jon Batiste - Soul

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL
Vencedor | "Fight for You" - Judas e o Messias Negro
"Hear my Voice" - Os 7 de Chicago
"Husavik" - Festival Eurovision da Canção: A Saga de Sigrit e Lars
"Io Sí" - Rosa e Momo
"Speak Now" - Uma Noite em Miami

MELHOR SOM
Greyhound
Mank
Relatos do Mundo
Soul
Vencedor | O Som do Silêncio

MELHOR FIGURINO
Emma
Vencedor | A Voz Suprema do Blues
Mank
Mulan
Pinóquio

MELHOR CABELO E MAQUIAGEM
Emma
Era uma Vez um Sonho
Vencedor | A Voz Suprema do Blues
Mank
Pinóquio

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO
Meu Pai
A Voz Suprema do Blues
Vencedor | Mank
Relatos do Mundo
Tenet