Cinema | Alpha Filmes inaugura Cine Drive-In em Barueri
Play | "Mulan", por Paulo Costa (Resenha)
Music | Alan Parker e "The Commitments - Loucos Pela Fama", por Rodrigo Fidalgo (Resenha)
Séries | "Boca a Boca", por Jurandir Vicari (Resenha)
Literatura | Chegou ao Brasil a nova fase dos Mutantes mais famosos da Marvel
Replay | "Whisky", por Rodrigo Fidalgo (Resenha)
Play | "SCOOBY! O Filme", por Jurandir Vicari (Resenha)

Resenha | As Loucuras de Rose, por Paulo Costa



Dos fracassos é que nascem as melhores canções
Por Paulo Costa

Demorei para ver e me arrependo de não ter assistido na tela grande. Com certeza "As Loucuras de Rose" (Wild Rose) é um dos filmes que entraria fácil na lista dos que mais curti em 2019, ouso até em dizer que é o "Nasce Uma Estrela" do cinema independente. Porém o longa de Tom Harper passou completamente despercebido pelo país.

Jessie Buckley é uma força da natureza, e exala os mais puros sentimentos em cada segundo de projeção, entregando um atuação poderosa. Ela interpreta a personagem título, Rose-Lynn Harlan, uma cantora country que vive em Glasgow, Escócia. Recém saída da prisão, sonha em se tornar uma estrela da música em Nashville. Mãe solteira de dois filhos, ela é forçada a encarar as responsabilidades mais urgentes e arruma um emprego como diarista, durante sua jornada acaba encontrando pessoas que apoiam seu sonho aparentemente louco.


O enredo poderia desabar nos clichês, mas não, ele se contém a todo instante e, tirando uma cena ou outra, podemos dizer que o filme mira sempre no realismo, é sempre "pé no chão", e isso pode desagradar quem gosta de filmes um pouco mais "conto de fadas", ainda mais quando o enredo envolve o mundo da música. Contudo, para mim, o filme vale cada segundo justamente por ser real, modesto e profundamente tocante, inclusive consigo mesmo, sem pecar em exageros ou até mesmo transformar os dramas da vida cotidiana em dramalhões novelescos.

A direção de Harper é meticulosa principalmente em questões de elenco. As crianças, Adam Mitchel e Daisy Littlefield, que interpretam os filhos de Rose estão convincentes e, para jovens atores, entregam personagens tão complexos que muito ator adulto não seriam capaz de realizar tal atuação. O elenco conta também com nomes de peso como Julie Walters e Sophie Okonedo.

Torcendo para a que a canção "Glasgow" seja uma das indicadas aos Oscar 2020. A música já está no Shortlist para Melhor Canção Original. O filme concorre também ao BAFTA 2020 na categoria Melhor Atriz - Jessie Buckley. 

"As Loucuras de Rose" está disponível no catálogo da Amazon Prime Video.

As Loucuras de Rose (Wild Rose)
País: Reino Unido
Ano de produção: 2018

Direção: Tom Harper
Roteiro: Nicole Taylor
Elenco: Jessei Buckley, Julie Walters, Sophie Okonedo, Adam Mitche, Daisy Littlefield, James Harkness, Jamie Sives

Estreia Brasil: 03/10/2019
Duração: 100 min.
Classificação: 14 anos
Distribuição: Diamond Films